VISITAS: COMO AGIR NOS MOMENTOS DE PIRRAÇA DA CRIANÇA

VISITAS | Ah os pequenos, nossas maiores alegrias e maiores motivos de preocupação.

Ainda mais deliciando quando dividimos a responsabilidade com um ex-companheiro né? Confira essas simples dicas nos casos de pirraça para visitar o pai/mãe/avó, vamos lá: 💁🏻‍♂️

1.SEPARE SUAS EMOÇÕES E VONTADES DOS SENTIMENTOS DO SEU FILHO(A)Lembre-se que você é uma pessoa, seu filho(a) outro. A criança pode sim manifestar sua vontade, especialmente quando se trata de um direito dela e, por mais diferente que possa parecer, as VISITAS são um direito da criança e não do pai ou da mãe.

Nesse momento, procure não envolver suas questões pessoais com os sentimentos da criança.

2. NÃO SEJA OMISSO(A)
A criança não quer ir? Tem certeza? Tente conversar e orientar que é importante o convívio com o pai e mãe mas. Sendo a pirraça motivo de complicações, importante que seja comunicada a outra parte a insatisfação da criança e, existindo um processo, comunique no processo a situação.

Isso irá poupar desavenças, desconfianças e alegações de alienação parental.

3. SEM MEDOS
Sabemos que as demandas que envolvam família, filhos ou entes queridos colocam nossas emoções em cheque. Mas não tenha medo.

Procure agir com racionalidade e mantenha sempre a comunicação com um profissional de sua confiança, quando existem certas discussões sobre os interesses da criança, importante e fundamental o auxílio de um psicológico ou terapeuta familiar.

 

Esperamos que essas dicas possam ajudar nessas situações que são, absolutamente especificas e podem poupar eventuais complicações.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nosso time de advogados está pronto para solucionar o seu caso!
👋 Ei, como podemos ajudá-lo?