MEDICINA E O ERRO MÉDICO

Medo exagerado ou preocupação real?

Não que qualquer profissional esteja imune a ser responsabilizado por erros cometidos com dolo ou culpa em sua atividade, todavia, erro médico muitas vezes pode significar uma vida e, notadamente, não existe maior bem tutelado pela Lei do que a vida (art 5 da CFRB), logo o Erro Médico, esse monstro, merece tanto temor?

A resposta é: Depende.

A melhor ferramenta de proteção não apenas do médico mas de qualquer profissional, é a guarnição documental, no caso dos profissionais da saúde são os prontuários e registro de atendimentos.

Notadamente o Conselho Federal de Medicina atribuiu ao Código de Ética algumas diretrizes no tratamento médico-paciente e médico-familiares, todavia nada disso importa caso não haja tais registros e advertências documentadas no Prontuário. 

Inexistindo tais informações no prontuário, de fato, existe a possibilidade de ser atribuída a Responsabilidade Objetiva (dolo) ou Subjetiva (culpa) do erro médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WeCreativez WhatsApp Support
Nosso time de advogados está pronto para solucionar o seu caso!
👋 Ei, como podemos ajudá-lo?